Pauliceia do Jazz - 11.04.2010
www.pauliceiadojazz.com.br
“Infindável”: melodia leve e letras profundas por Elizabeth Woolley e Atair Santos

Por: Redação

Canções de amor, manifesto e as misturas ritimicas presentes em “Infindável”, o segundo albúm da cantora e flautista Elizabeth Woolley. Nesse trabalho, recentemente lançado, Woolley conta com a participação de importantes nomes da música instrumental como Cuca Teixeira (bateria), Thiago Costa (piano), Webster Santos (violão), Pedro Simão(violão), Guilherme Ribeiro (acordeon), Walmir Gil (trompete), Sérgio Carvalho (contrabaixo) e Christiano Galante (percussão).

“Infindável” foi gravado e mixado entre janeiro e junho de 2009, o CD tem onze faixas e nove composições são de autoria da cantora em parceria com Atair Santos, exceto Jasmin e Pequena Canção Amorosa .

Com fotos de capa bastante interessantes, onde traz um retrato do cotidiano de quem vive na metrópole.Logo, é interessante observar no encarte do álbum as imagens retratadas pela fotógrafa Kris Knack,a alternância de imagens e adicionar a bicicleta em meio a pressa e a ansiedade do caminhar dos pedestres. As expressões de preocupação contrastam com o passeio de bicicleta de Woolley no meio da tensão do centro de São Paulo.

Essa descrição parece ser de um apreciador das artes visuais. Logo, é preciso usar dessa descrição para o leitor compreender como é preciso parar alguns minutos e ouvir bons sons e uma bela poesia. A pósmodernidade causou algumas rupturas e as famílias perderam o hábito de apreciar música sentadas e em silêncio.

”Infindável” tem algo muito especial, é um trabalho para ouvir sentado e em silêncio. As letras são profundas e não é apenas para ouvir e sair caminhando ou varrendo a casa, mas a poesia de Atair e Woolley é um convite para o aquietar-se e pensar.

Suas letras trazem questões sobre amor e vida na cidade, assuntos e características muito presentes no dia-a-dia de um habitante urbano. No CD é possível encontrar uma variedade de estilos musicais nas canções de “infindável”. Baladas simples, suaves, rap e pop. Acompanhamento instrumental leve e interessante onde se funde as letras profundas e as melodias tão belas criadas por Woolley e Atair.

© Copyright 2010 pauliceiadojazz.com.br